Tempo de Crise é Tempo de Oportunidade

Nas últimas semanas nós temos ouvido muito falar sobre crise. Você liga a televisão ou acessa a internet e você encontra alguém falando sobre crise na saúde, crise na economia; você entra num grupo de WhatsApp e você vê mensagens falando sobre crise política. Não tem jeito, nós estamos vivendo tempos de crise; e não é algo local, é algo mundial.

Mas apesar de tudo isso existe algo de positivo, existe algo de bom no meio da crise. NA VERDADE, TEMPO DE CRISE É TEMPO DE OPORTUNIDADE. Certa vez alguém disse que é na crise que aparecem as melhores oportunidades.

Por exemplo: Por que é que você acha que surgiram os carros? Porque um dia houve uma “crise” no transporte; houve uma necessidade. As pessoas precisavam andar longas distâncias e os meios de transporte da época não estavam mais satisfazendo a necessidade. Por que você acha que surgiram os aviões? Porque um dia houve uma “crise”, uma necessidade de andar mais rápido do que um carro. Então alguém foi lá, resolveu encarar o desafio de frente e inventaram o avião.

Então, você consegue perceber? Tempo de crise é na verdade uma oportunidade para nós avançarmos. Toda crise ela vai nos tirar da inércia; toda crise vai nos levar a movimentar, vai nos levar a pensar fora da caixinha, a buscar outras soluções e isso vai produzir crescimento…

  1. O exemplo de Davi e Golias

Um exemplo disso está em 1Samuel 17:4-11: “Então, saiu do arraial dos filisteus um homem guerreiro, cujo nome era Golias, de Gate, da altura de seis côvados e um palmo. Trazia na cabeça um capacete de bronze e vestia uma couraça de escamas cujo peso era de cinco mil siclos de bronze. Trazia caneleiras de bronze nas pernas e um dardo de bronze entre os ombros. A haste da sua lança era como o eixo do tecelão, e a ponta da sua lança, de seiscentos siclos de ferro; e diante dele ia o escudeiro. Parou, clamou às tropas de Israel e disse-lhes: Para que saís, formando-vos em linha de batalha? Não sou eu filisteu, e vós, servos de Saul? Escolhei dentre vós um homem que desça contra mim. Se ele puder pelejar comigo e me ferir, seremos vossos servos; porém, se eu o vencer e o ferir, então, sereis nossos servos e nos servireis. Disse mais o filisteu: Hoje, afronto as tropas de Israel. Dai-me um homem, para que ambos pelejemos. Ouvindo Saul e todo o Israel estas palavras do filisteu, espantaram-se e temeram muito.”

Nessa passagem nós encontramos o dia em que Davi derrotou Golias. A Bíblia diz que os filisteus se levantaram contra o exército de Israel, e de repente, um homem chamado Golias (Extremamente alto, com três metros de altura, forte, experiente, herói de guerra, armado até os dentes) começou a desafiar os soldados. Duas vezes por dia, durante quarenta dias ele vinha, zombava do povo de Deus e dizia “Será que não tem ninguém aí corajoso o suficiente para me enfrentar?”.

E tinha mais, o trato era o seguinte “Se Golias perdesse o desafio, os filisteus seriam escravos do povo de Israel. Agora se Golias vencesse, o povo de Israel seria escravo dos filisteus”. Imagina a situação. O povo estava diante de um desafio, diante de uma crise. E essa crise teve o seu lado bom por vários motivos.

  1. A crise revela quem nós somos verdadeiramente

Em primeiro lugar, essa crise serviu para mostrar o coração de Davi e o coração de Saul. A crise revelou quem realmente era Davi e quem realmente era Saul. Nos versículos 31 e 32 está escrito o seguinte: “Ouvidas as palavras que Davi falara, anunciaram-nas a Saul, que mandou chamá-lo. Davi disse a Saul: Não desfaleça o coração de ninguém por causa dele; teu servo irá e pelejará contra o filisteu.”. O verso 37 continua dizendo:Disse mais Davi: O SENHOR me livrou das garras do leão e das do urso; ele me livrará das mãos deste filisteu. Então, disse Saul a Davi: Vai-te, e o SENHOR seja contigo.”

Quando você lê a história de Davi, você descobre que as pessoas tinham uma imagem completamente errada a respeito dele. Por exemplo, quando o profeta Samuel foi ungir o novo rei de Israel, Jessé, o pai de Davi fez um belo jantar, chamou todos os seus filhos e deixou Davi de lado. Porque achava que ele não serviria para isso.

Quando Davi chegou na batalha, Eliabe (que era o irmão mais velho) disse que conhecia a maldade do coração de Davi e que ele só estava ali para ver a batalha. Sendo que Davi estava ali só para entregar uma encomenda que o pai tinha mandado. Então as pessoas tinham uma imagem errada a respeito dele.

Mas com essa crise nós descobrimos quem Davi era realmente: um jovem cheio de disposição de lutar pelo seu povo, um jovem cheio de coragem (Que não deixava o medo paralisar), alguém que tinha um coração cheio de fé no Senhor dos Exércitos. ESSE ERA DAVI. A aparência dele não dizia nada, mas a atitude dizia tudo.

E quem era Saul? No verso 25 nós encontramos a respostae diziam uns aos outros: Vistes aquele homem que subiu? Pois subiu para afrontar a Israel. A quem o matar, o rei o cumulará de grandes riquezas, e lhe dará por mulher a filha, e à casa de seu pai isentará de impostos em Israel.”. Presta atenção aqui: o que foi que Saul fez? Ele tentou de tudo quanto é jeito se livrar da responsabilidade, porque era ele quem deveria ter ido para batalha. Inclusive ele chegou a oferecer uma recompensa para quem vencesse o gigante. E ESSE TIPO DE ATITUDE REVELA O CORAÇÃO DE SAUL: um coração covarde, dominado pelo medo, um coração incrédulo (Que não acreditava que Deus poderia ajudá-lo naquele momento).

Então são duas atitudes completamente diferentes. E é isso o que a crise faz com a gente: a crise revela o nosso coração, a crise revela em que nós estamos firmados (Se é na rocha ou se é na areia), a crise revela a nossa fé, ela mostra áreas da nossa vida que nós precisamos avançar, o que precisa ser mudado.

O que essa crise tem te mostrado nesses dias? O que você tem descoberto sobre você mesmo nesses dias? Tem gente que está descobrindo que não tem essa fé toda que pensava ter; tem gente que está descobrindo que precisa aprender a descansar mais no Senhor; que precisa amar mais a Deus; tem gente que está descobrindo que é mais forte do que imaginava. Não tem jeito a crise revela quem nós somos verdadeiramente. E É JUSTAMENTE AÍ QUE VEM A OPORTUNIDADE DE MUDAR.

  1. O nome do Senhor é glorificado

Em segundo lugar a crise serviu para glorificar o nome do Senhor. Quando algo impossível acontece o nome do Senhor é glorificado. E foi justamente isso o que aconteceu com Davi nessa história.

Porque raciocina aqui comigo: se Deus tivesse levantado um soldado forte e experiente para derrotar Golias, ou se o próprio rei Saul tivesse vencido a batalha, qual teria sido a surpresa nisso? Nenhuma. Agora quando o Senhor pega um jovem fraco, inexperiente, com um punhado de pedra na mão e derrota o inimigo, isso sim glorifica o nome do Senhor. Porque as pessoas vão saber que foi Deus quem fez. Não tem outra explicação.

Por isso creia que nesses dias é o tempo da oportunidade de Deus glorificar o nome dEle através da sua vida. E eu quero declarar que coisas que você nem imaginava vão começar a acontecer, Deus vai te surpreender em nome de Jesus. Para que o nome dEle seja glorificado.

  1. É tempo do novo

E por fim, junto com a crise vem coisas novas na nossa vida. A partir do versículo 33 diz assim:Porém Saul disse a Davi: Contra o filisteu não poderás ir para pelejar com ele; pois tu és ainda moço, e ele, guerreiro desde a sua mocidade. Respondeu Davi a Saul: Teu servo apascentava as ovelhas de seu pai; quando veio um leão ou um urso e tomou um cordeiro do rebanho, eu saí após ele, e o feri, e livrei o cordeiro da sua boca; levantando-se ele contra mim, agarrei-o pela barba, e o feri, e o matei. O teu servo matou tanto o leão como o urso

Olha só, quando Davi se candidatou para enfrentar o gigante, o rei Saul não quis aceitar no começo. Porque achava que ele não seria capaz de vencer. Ele era jovem demais, não tinha experiência, não tinha a aparência de um grande guerreiro. Mas, o que foi que Davi disse? Ele disse que já tinha enfrentado um urso e um leão antes e tinha vencido.

Então, até aqui o currículo de Davi era o seguinte: pastor de ovelhas (Porque ele cuidava das ovelhas do pai dele); músico; entregador de encomendas (Ele só ficou sabendo dessa situação porque o pai tinha mandado ele levar comida para os seus irmãos e queijo para o comandante do exército. Então ele tinha experiência em delivery); Davi também era matador de leão; e matador de urso. ESSE ERA O CURRÍCULO DELE.

Só que de repente uma nova oportunidade aparece e ele descobre que leva jeito para ser matador de gigantes. E a maior prova disso é que ele não parou por aí. Se você continuar lendo a história você vai descobrir que Davi matou muitos outros gigantes e ele treinou outros homens para fazer a mesma coisa. FOI UMA VERDADEIRA REVIRA VOLTA NA VIDA DELE.

Por isso, presta atenção aqui: tempo de crise é tempo de coisas novas, é tempo de novas oportunidades, é tempo de você descobrir novas habilidades, é tempo de você entrar por novas portas que Deus está abrindo. Eu sei que a nossa tendência é termos medo do novo, daquilo que não conhecemos. Mas eu quero te dizer: não tema porque é o Senhor quem está te conduzindo. Amém?

  1. Não perca a oportunidade

Eu quero finalizar lendo duas histórias. A primeira está em Marcos 10:46-52:E foram para Jericó. Quando ele saía de Jericó, juntamente com os discípulos e numerosa multidão, Bartimeu, cego mendigo, filho de Timeu, estava assentado à beira do caminho e, ouvindo que era Jesus, o Nazareno, pôs-se a clamar: Jesus, Filho de Davi, tem compaixão de mim! E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele cada vez gritava mais: Filho de Davi, tem misericórdia de mim! Parou Jesus e disse: Chamai-o. Chamaram, então, o cego, dizendo-lhe: Tem bom ânimo; levanta-te, ele te chama. Lançando de si a capa, levantou-se de um salto e foi ter com Jesus. Perguntou-lhe Jesus: Que queres que eu te faça? Respondeu o cego: Mestre, que eu torne a ver. Então, Jesus lhe disse: Vai, a tua fé te salvou. E imediatamente tornou a ver e seguia a Jesus estrada fora.”.

Nessa passagem nós vemos a história de Bartimeu. A Bíblia diz que Bartimeu era cego, mendigo e vivia a beira do caminho. Então, ele ouviu que Jesus estava passando e começou a clamar “Jesus Filho de Davi tem compaixão de mim”. E quanto mais o povo mandava ele se calar, mais ele gritava “Jesus Filho de Davi tem compaixão de mim”. Foi quando de repente Jesus mandou chama-lo e o curou. ESSE É O RESUMO DA HISTÓRIA. ATÉ AÍ TUDO BEM.

Só que se você continuar lendo o texto você vai descobrir que naquela mesma semana o Senhor foi preso, sentenciado e crucificado. Ou seja, se Bartimeu tivesse perdido aquela oportunidade, muito provavelmente ele jamais teria sido curado.

E o segundo texto está em Mateus 13:53-58: “Tendo Jesus proferido estas parábolas, retirou-se dali. E, chegando à sua terra, ensinava-os na sinagoga, de tal sorte que se maravilhavam e diziam: Donde lhe vêm esta sabedoria e estes poderes miraculosos? Não é este o filho do carpinteiro? Não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos, Tiago, José, Simão e Judas? Não vivem entre nós todas as suas irmãs? Donde lhe vem, pois, tudo isto? E escandalizavam-se nele. Jesus, porém, lhes disse: Não há profeta sem honra, senão na sua terra e na sua casa. E não fez ali muitos milagres, por causa da incredulidade deles.”.

Olha só, nesse segundo texto a Bíblia diz que Jesus estava na Sua terra, na cidade de Nazaré. No versículo 54 diz que Ele começou a ensinar nas sinagogas e as pessoas a princípio ficaram maravilhadas com toda a Sua sabedoria.O problema foi quando eles perceberam que era Jesus, o filho do carpinteiro. Eles disseram “Espera ai! Esse dai não é Jesus aquele rapaz que ajudava o seu pai na carpintaria? Aquele menino catarrento que vivia aqui perto jogando bola na rua e brincando com os seus irmãos?”. FOI MAIS OU MENOS ISSO O QUE ELES FALARAM.

Inclusive a Bíblia usa a palavra escândalo no versículo 57: “E escandalizavam-se nele”. Essa palavra no original significaEstar ofendido com alguém; desaprovar alguém; não reconhecer a autoridade de alguém”. E foi isso o que aconteceu. Eles não reconheceram a autoridade de Jesus e não creram nas palavras dEle. E a consequência veio no versículo 58 que diz “E não fez ali muitos milagres, por causa da incredulidade deles.”.

Você consegue imaginar a situação? Jesus estava operando milagres em tudo quanto é lugar, curando pessoas, expulsando demônios. Mas quando chegou a vez da cidade dEle, do povo dEle ser abençoado também a Bíblia diz que Jesus não pode fazer muita coisa porque o povo era incrédulo. Eles perderam o tempo da oportunidade por causa da incredulidade deles.

De um lado nós temos Bartimeu que não perdeu a oportunidade e do outro lado nós temos um povo que perdeu a grande chance da vida deles. E agora eu te pergunto: de qual lado você quer estar? Daqueles que aproveitam as oportunidades ou daqueles que perdem as oportunidades? Que o Senhor possa abrir os nossos olhos nesses dias e que nós possamos enxergar além dessa crise; que nós possamos ver oportunidades sendo criadas, portas sendo abertas e que principalmente nós possamos aproveitar cada uma dessas oportunidades em nome de Jesus.

Que você possa aproveitar essas oportunidades para avançar na sua vida profissional, que você possa aproveitar tudo isso para recomeçar na sua família, no seu casamento, na sua intimidade com Deus, no seu ministério. E jamais se esqueça disso: TEMPO DE CRISE É TEMPO DE OPORTUNIDADE.